terça-feira, 25 de julho de 2017

Moura nunca mais e viva a Yuasa

Estive em viagem de férias com a família e a CVO ficou parada na garagem durante 20 dias e bastou apertar o starter e a moto pegou como se tivesse ligado no dia anterior.

No tempo em que a moto usava a bateria Moura isso seria um milagre. Em experiências anteriores, a Moura não conseguia dar partida após uma inatividade de apenas cinco dias, mostrando uma capacidade bem baixa em manter a carga sem estar em movimento.

Eu sempre usei Yuasa na Fat. É uma bateria confiável, com bom CCA e de boa durabilidade.

Insistir em usar a "original" Moura se mostrou uma opção ruim quando fiz a troca anterior. Ainda não experimentei a Moto Batt, também muito elogiada.

Para quem enfrenta problemas com a bateria original eu recomendo, exceto se a troca for sem ônus via garantia, que deixem de lado a Moura e invistam em uma Yuasa ou experimentem a Moto Batt.

11 comentários:

andré disse...

Eu só uso Yuasa. Boa dica. Abraços.

Anônimo disse...

Amigo eu uso a Moura na Ultra a quase 10 meses e ate agora não tenho o que reclamar e olha que tenho andado pouco, mas quando não saio depois de uns 15 dias coloco o carregador inteligente nela e deixo ate sair de novo! Tomara q tenha dado sorte...abç

Rodrigo Moratelli disse...

Na Drag eu coloquei a Vulcania. Estou bastante satisfeito. Segundo ouvi ela é fábricada pela Yuasa.

wolfmann disse...

Eu não uso o tender battery porque não tenho onde ligá-lo na garagem e ainda corro o risco dele sumir, por isso a bateria tem de se virar sozinha.

No caso da Moura depois de algum tempo sem uso, e consequentemente sem recarga pelo sistema elétrico da moto, a bateria não consegue carga suficiente para fazer a moto virar o motor.

Esse é o grande problema da Moura: baixo CCA quando a carga não está completa, coisa que nunca aconteceu com a Yuasa.

Enquanto a Moura não aguenta sete dias sem carga, a Yuasa, na minha antiga Fat, já aguentou mais de um mês sem carga e desta vez foram 20 dias parada na garagem, com o alarme ligado consumindo carga.

Espero que a Moura nunca te deixe na mão, mas eu já fiz os testes suficientes para descartar o uso dessa marca.

Joao Cláudio Buzatti Vianna disse...

Troquei minha original por uma MotoBatt antes de dar pane. A moto já dava alguns sinais de bateria cansada. Até agora, nada a reclamar. Inclusive a partida melhorou bastante mesmo em dias frios. Acredito ser um custo benefício bem melhor que a YUASA.

Bayer // Old Dog disse...

Compartilho da sua opinião. As Yuasa sobrevivem ao que mataria a maioria das baterias, uso elas até o fim sem problemas.

No começo todas são iguais, mas Moura e Route nunca me deram os mesmos resultados depois de um tempo.

Anônimo disse...

Bom dia wolfman,meu nome é César, não sei mexer aqui no blog mais gostaria que vc me ajudasse. Tenho uma dyna custom 2013 e está acontecendo os seguintes problemas... Ela com o alarme longe e totalmente desligada ela fica acionando o atuador de marcha lenta, as vezes aciona de de 20 em 20 segundos, e isso quase mata a bateria, chega a dar a mensagem VWinner no painel quando dou o arranque. As vezes fica dias agindo assim aí do nada para é fica boa.
Semana passada começou outro problema que não tinha, sempre quando apertava o botão TRIP acendia o painel e mostrava os Kms e a hora, agora não funciona mais , somente quando mexo a moto no cavalete ou aperto o botão start, aí aperto o trip e ele funciona.
E hoje teve mais uma, quando fui ligar a moto não acionou os bips do alarme, sempre que girava a ignição para ligar ou desligar a moto piscava as setas e dava 2 sinais sonoros, hoje parou de dar os sinais sonoros só acionando os piscas. Pensei q tinha dado pau na sirene, aí levei o alarme pra longe e sentei no banco e disparou o alarme normal, setas e sirene, tudo normal , mais quando fui ligar ela não teve o sinal sonoro novamente, só as setas.
A moto funcionando não apresenta defeito nenhum, funciona tudo.
Engraçado que no diagnóstico do painel não tem erro nenhum, nada mesmo.
Levei ela quinta feira passada no cara que é considerado o melhor mecânico de Harley aqui do sul, colocou o scaner na moto e deu tudo OK , moto perfeita.
E agora... Oq pode ser isso? Ralei muito pra comprar a moto e agora isso. É bucha kkkkkk
Por gentileza ,me dá uma orientação . Obrigado

Anônimo disse...

Mais uma coisa, no domingo praticamente desconectei todos os plugs e passei wd40 neles e estavam todos ok,sem oxidação, e a bateria é nova e foi testada também, tudo ok. Abraço

wolfmann disse...

César, quando a parte elétrica decide ficar "mal assombrada" normalmente a culpa é da bateria com carga baixa ou não segurando a carga.

Eu começaria pelo básico: limpeza dos pólos da bateria, reaperto dos bornes e verificação da carga da bateria.

Depois disso trocaria as baterias dos FOBs (o segredo da moto).

Tendo certeza que não existe problema com a bateria, é procurar algum mal contato ou falha de aterramento.

Anônimo disse...

Pois é amigo, a bateria é nova, tem uns 4 meses, motobatt 21amp, foi testada e está tudo bem, troquei a pilha do controle também.
Ficou a semana inteira sem dar pane, sem fazer o barulho no atuador e hoje começou de novo.
Pode ser aterramento ou algum defeito do próprio atuador?
Desde já agradeço

wolfmann disse...

verificar o aterramento faz parte da verificação da bateria, mas certifique-se.

Se o problema segue, é caso de verificar mau contato na parte elétrica e o sensor de marcha lenta parece um bom lugar para iniciar.